Programa Semente: construindo novos caminhos com responsabilidade.


“Crianças e adolescentes precisam de um conjunto equilibrado de competências cognitivas e socioemocionais para ser bem-sucedidos na vida moderna. Sabe-se que as competências cognitivas, incluindo as avaliadas por testes de conhecimentos e notas acadêmicas, influenciam a probabilidade de sucesso em nível educacional e no mercado de trabalho. São preditoras de resultados mais abrangentes, como saúde declarada, participação política e social e confiança. Competências socioemocionais como perseverança, sociabilidade e autoestima mostram-se capazes de influenciar em várias dimensões da vida social futura, incluindo saúde melhor, mais bem-estar subjetivo e menor possibilidade de envolvimento com problemas de conduta. As competências cognitivas e socioemocionais interagem entre si e possibilitam sucesso dentro e fora das escolas. Ajudam crianças a transformar intenções em ações, elevando a chance de se formar em universidades, ter vida saudável e se afastar de comportamentos agressivos. Algumas das competências socioemocionais são moldáveis durante a infância e a adolescência. Criam-se, aí, oportunidades para que legisladores, professores e pais proporcionem ambientes de aprendizado adequados às crianças e jovens”.

Competências para o Progresso Social – O poder das competências socioemocionais (OCDE)
http://www.oecd.org/publications/skills-for-social-progress-9789264249837-pt.htm



Aprendizagem Socioemocional


Os programas de aprendizagem socioemocional efetivos geralmente incorporam quatro elementos representados pelo acrônimo SAFE:

• Sequenciados: apresentam um percurso bem definido
• Ativos: apresentam atividades que colocam em prática as habilidades trabalhadas
• Focados: além do clima escolar que promove a aprendizagem socioemocional, existem momentos específicos em que a aprendizagem é focada
• Explícitos: apresentam objetivos explícitos que convergem para os domínios trabalhados

O Programa Semente foi desenvolvido rigorosamente a partir dessas premissas.



Conheça os cinco domínios que estruturam o Programa Semente:


autoconhecimento

AUTOCONHECIMENTO

Saber reconhecer emoções, relacionando-as com os pensamentos que as geram e entendendo como tudo isso influencia o comportamento, permite que cada um entenda melhor as próprias limitações e conheça as suas fortalezas, o que aumenta a confiança, o otimismo e a autoestima.


autocontrole

AUTOCONTROLE

Emoções e pensamentos podem ser regulados, controlados, contidos, dominados, compreendidos. Isso faz com que nossas atitudes sejam menos impulsivas e mais adequadas para atingir objetivos predeterminados, tanto pessoais, quanto acadêmicos.


empatia

EMPATIA

Assumir a perspectiva do outro, sobretudo quando estamos diante de valores diferentes dos nossos, é fundamental para viver em um mundo cada vez mais marcado pela diversidade cultural. Criar empatia é criar elos, criar laços, criar ponte com as pessoas, aprendendo a se colocar no lugar do outro.


decisões responsáveis

DECISÕES RESPONSÁVEIS

Fazer escolhas construtivas, coerentes com nossas crenças e comprometidas com padrões éticos, e fundamental para o bem-estar do indivíduo e para a comunidade. Para tal, é necessário conhecer normas sociais, avaliar de maneira realista as consequências de nossas ações e ter constante preocupação com a segurança.


habilidades sociais

HABILIDADES SOCIAIS

Para estabelecer e manter relacionamentos saudáveis, precisamos saber falar e saber ouvir. Comunicação clara, escuta ativa, cooperação, capacidade de resistir a pressão, de negociar conflitos, de buscar e oferecer ajuda, tudo isso é essencial na vida em sociedade.



Benefícios


Uma extensiva gama de estudos, incluindo estudos randomizados, longitudinais e meta-análises, apontam com consistência os benefícios da aprendizagem socioemocional. As pesquisas vêm de várias áreas: neurociência, saúde, psicologia, gestão escolar, teorias de aprendizagem, economia, empregabilidade e prevenção de problemas de conduta.

Os programas de aprendizagem socioemocional apresentaram impactos positivos na saúde mental, nas habilidades sociais e no desempenho acadêmico. E esse impacto se estende por vários anos, mesmo depois que os alunos terminaram o programa.

De acordo com uma meta-análise da Universidade de Illinois em Chicago, Universidade de Loyola e Universidade de Columbia, nos EUA, após 18 anos da exposição ao programa, os estudantes ainda apresentavam manutenção dos ganhos, comparando-os aos que não foram expostos à aprendizagem socioemocional estruturada. As vantagens eram melhor comportamento social, empatia, trabalho em grupo e desempenho acadêmico.

Além disso, eles apresentavam menos problemas de conduta, menor incidência de transtornos mentais e menor uso de drogas psicoativas.

Essa meta-análise de 2017 envolveu cerca de 97.000 estudantes e replicou os resultados de outra meta-análise de 2011, que englobava cerca de 270.000 estudantes.

O Casel (sigla que, em inglês, significa “Collaborative for Academic, Social and Emotional Learning”) é uma organização sem fins lucrativos, com sede em Chicago, nos EUA, voltada para o desenvolvimento das habilidades socioemocionais de alunos da educação básica.

Com pesquisadores variados, proximidade com grandes universidades e mais de 20 anos de história, o Casel se tornou o principal centro de estudos da aprendizagem socioemocional do mundo e coordenou, junto a essas universidades, os estudos mencionados.


Fonte:http://programasemente.com.br/